,

Cientistas criam tecido com células que carregam smartphones com energia solar

Pesquisadores da Universidade Nottingham Trent, na Grã-Bretanha, desenvolveram uma nova forma de incorporar células solares em roupas, permitindo que dispositivos eletrônicos fiquem carregados apenas com a exposição ao sol.

O projeto funciona com a incorporação de células solares minúsculas, semelhantes a um fio de tecido, medindo apenas 3mm de comprimento e 1,5 mm de largura, praticamente invisíveis a olho nu.

Em um pedaço de tecido de cinco centímetros quadrados, segundo os cientistas, cabem duzentas células capazes de gerar de 2,5 a 10 volts e até 90 miliwatts de potência. Com duas mil dessas células, é possível carregar um smartphone em movimento.

Foto: Reprodução/Innovation in Textiles

Em testes, os pesquisadores conseguiram energia suficiente para carregar não só um smartphone, como também um Fitbit utilizando apenas a energia das células solares. O tecido, no entanto, não teria nenhuma característica diferente dos tradicionais, pois as células são tão pequenas que a sua presença é facilmente despercebida. As células também são envoltas por uma resina protetora para as lavagens.

“Incorporando células solares minúsculas em fios, é possível criar roupas e tecidos que geram energia de forma sustentável. As roupas se comportariam como qualquer outro tecido, mas, dentro das fibras, haveria uma rede de células miniaturizadas que estariam criando eletricidade”, explica Tilak Dias, líder do projeto.

“Incorporando células solares minúsculas em fios, é possível criar roupas e tecidos que geram energia de forma sustentável. As roupas se comportariam como qualquer outro tecido, mas, dentro das fibras, haveria uma rede de células miniaturizadas que estariam criando eletricidade”, explica Tilak Dias, líder do projeto.

FONTE – canaltech.com.br