,

Energia solar compartilhada no Espírito Santo

O Sicoob do Espírito Santo terá suas unidades comerciais abastecidas por energia solar gerada pela Cooperativa Agropecuária Centro Serrana (Coopeavi), em um projeto feito pela ClianClic. Com potência instalada de 140 MW, a usina de geração distribuída vai atender agências do Sicoob na área de concessão da EDP Escelsa.

A ClianClic é uma empresa de geração distribuída . O Sicoob é uma cooperativa de crédito.

O projeto consiste na instalação de painéis solares nos telhados de unidade da Coopeavi, em Ibiraçu (ES). A compensação de energia é compartilhada entre o Sicoob e a Coopeavi.

Nos próximos 12 meses, a geração deve ser ampliada com a instalação de novos painéis, o que vai possibilitar  a inclusão de novos associados nesse sistema de energia compartilhada. O investimento total chegará aos R$ 35 milhões durante o período.

Segundo o vice-presidente do Sicoob do Espírito Santo, Arno Kerckhoff, o investimento vai gerar a economia de cerca de R$ 85 mil por mês.

“A geração de energia limpa contribui para a redução de gastos e causa menos danos ambientais, evitando, por exemplo, a construção de barragens e a alteração do curso de rios e de nascentes”, ressaltou.

O secretário interino de Estado de Desenvolvimento, Paulo Menegueli, conta que o governo do Espírito Santo analisa projetos para utilizar de energia solar fotovoltaico.

“Estima-se que até 2030, fontes de energia limpa, como a que vemos aqui hoje, devam substituir as fósseis, e o Estado não está alheio às mudanças. Estamos analisando a criação de um protótipo de placas fotovoltaicas nos estacionamentos das escolas, e há um projeto para a implantação de energia limpa na Residência Oficial do Governador. Além disso, o Estado mantém contato direto com as concessionárias de energia para o desenvolvimento de ações conjuntas de fomento à energia para os capixabas”, destacou.

FONTE – epbr.com.br/