,

Energia solar é alternativa sustentável e econômica

Segundo matéria publicada no portal Sindiconet, o Brasil entrou para o ranking mundial do setor solar em 2017 e de lá para cá, o número de painéis fotovoltaicos instalados subiu de 7,4 mil para 49 mil.

Notícia boa para o bolso e para o meio ambiente a gente tem que compartilhar. Você já ouviu falar sobre o Projeto Promo Solar, encabeçado pela CPFL Paulista e ANEEL, que dá desconto de 50% para condomínios residenciais que instalarem o sistema de energia solar?

O programa está concentrado num raio de até cem quilômetros de Campinas, que é a área de concessão da CPFL Paulista e, infelizmente, não abrange Ribeirão Preto, mas é válido ser ressaltado e nos dá a oportunidade de falar sobre essa importante fonte de energia renovável.

Mas você sabe o que é energia solar? Ela consiste na conversão da luz/calor do Sol em energia elétrica por meio de placas fotovoltaicas, mesmo em dias nublados. Imagino que todo mundo já tenha visto essas placas em cima do telhado de alguma casa – apesar de o país ter demorado a investir nesse tipo de fonte de energia, segundo o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), essa forma de geração de eletricidade está se difundindo rapidamente pelas residências brasileiras.

Segundo matéria publicada no portal Sindiconet, o Brasil entrou para o ranking mundial do setor solar em 2017 e de lá para cá, o número de painéis fotovoltaicos instalados subiu de 7,4 mil para 49 mil, o que representa um aumento de 562% em apenas dois anos.

E esse aumento é justificável, pois implantar esse meio de geração de energia é um investimento que traz benefícios não só ao meio ambiente, mas também para o bolso, pois pode haver a redução de até 95% na conta de energia elétrica.

Muitas construtoras, cientes desses benefícios, incorporaram as placas fotovoltaicas em seus projetos arquitetônicos, dando ênfase a essa medida como uma economia no valor do condomínio, pois a energia produzida por meio solar é utilizada nas áreas comuns do empreendimento.

Diante de tantas queixas de consumidores sobre os valores cobrados pelas concessionárias de energia elétrica no Brasil, segue a dica: informe-se mais sobre a geração de energia por meio de placas fotovoltaicas. O meio ambiente agradece e o seu bolso também.

FONTE – intertvweb.com.br