,

Exxon vai usar energia solar e eólica para produzir petróleo

Exxon Mobil Corporation é uma empresa multinacional de petróleo, tendo sido formada a 30 de novembro de 1999 na fusão da Mobil com a Exxon, empresas resultantes da divisão da Standard Oil Company. Atualmente, apresenta-se no mercado sob a marca Exxon Mobil e a sua sede no Brasil encontra-se na cidade do Rio de Janeiro.

Para produzir petróleo no oeste do Texas (Estados Unidos), a Exxon Mobil utilizará energia renovável. A empresa conseguiu um acordo com a Orsted A/S, empresa petrolífera estatal sediada na Dinamarca, apostando em comprar 500 megawatts de energias solar e eólica da Bacia de Permian. De acordo com o Bloomberg NEF, este é o maior contrato de energia renovável da História.

A Bacia de Permian é o campo de petróleo que mais rapidamente cresce nos Estados Unidos. Os termos deste contrato de 12 anos não foram revelados ao público. “Será interessante observarmos como as outras grandes petrolíferas responderão. Não há precedentes de uma aquisição como essa “, disse o analista da BNEF, Kyle Harrison.

A Exxon Mobil foi processada por alguns investidores, os quais revelaram que a empresa não teve em conta os riscos do aquecimento global. Desta forma, a nova estratégia passa em apostar numa energia limpa, onde os preços praticados são económicos e o suficiente para competir com os combustíveis fósseis. Apesar disso, a empresa nega ter enganado os investidores em relação às mudanças climáticas.

Através de um email, o porta-voz da petrolífera, Julie King disse “Avaliamos com frequência oportunidades de diversificar a nossa oferta de energia e garantir custos competitivos”.

Assim, a Exxon Mobil está a construir parque solares e eólicos numa região, onde a procura por eletricidade está a aumentar exponencialmente em detrito da produção de petróleo.

A produção na Bacia de Permian tem crescido tão rapidamente que a infraestrutura, incluindo as centrais elétricas e os oleodutos, não têm acompanhado o ritmo. Mas, por outro lado, esta rápida expansão está a ajudar a Exxon Mobil a compensar a perda de produção noutras parte do Mundo.

Para ter uma ideia, uma região chamada Bacia de Delaware consumiu cerca de 350 megawatts neste verão, triplicando o consumo desde 2015. Esta quantidade de energia é o suficiente para abastecer 280 mil residências nos Estados Unidos. E, já se estima, que poderá triplicar novamente a partir do ano 2022.

A Orsted pretende acabar de contruir os parque eólico Sage Draw em 2020. E, de acordo com um slide de uma apresentação aos investidores, metade da energia que a Exxon Mobil comprará virá desse parque. A restante energia será proveniente do parque Permian Solar, o qual estará concluído em 2021.

No passado mês de Setembro, a Exxon Mobil revelou que procurava energia renovável através de contratos de longo prazo (PPA) através de grupos de investidores.