,

Piauí terá maior parque solar da América do Sul

e

Prevista para entrar em operação em 2020, empreendimento é fruto de R$ 1,4 bilhão de investimentos da Enel Green Power

A cidade de São Gonçalo do Gurguéia, no Estado do Piauí, foi escolhida para abrigar um dos parques solares mais significativos do mundo, com potência de 475 megawatts (MW). A empresa responsável pelo empreendimento é a ENEL Green Power Brasil, que anunciou um investimento total de cerca de R$ 1,4 bilhão.

O projeto já é considerado a maior planta solar fotovoltaica atualmente em construção na América do Sul e deve entrar em operação em 2020. Em declarações à imprensa, Antonio Cammisecra, responsável da Enel Green Power pela linha global de negócios de energias renováveis, afirmou que “o início da construção desta planta fotovoltaica fortalece a liderança da empresa no setor brasileiro de energias renováveis. “São Gonçalo vai contribuir para a diversificação e resiliência da matriz energética do País, respaldando um ciclo econômico virtuoso por meio do fornecimento de energia sustentável no longo prazo”, disse.

Em plena operação, a nova planta será capaz de gerar mais de 1.200 GWh por ano e, assim, evitar a emissão de mais de 600 mil toneladas de CO2 na atmosfera. Do total da capacidade instalada do empreendimento, 388 MW foram conquistados pelo Grupo Enel no leilão brasileiro A-4, em dezembro de 2017, e estão apoiados por contratos de fornecimento de energia de 20 anos para um pool de distribuidoras que operam no mercado regulado. Os 87 MW restantes serão negociados no Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Somente no Brasil, as subsidiárias EGPB e Enel Brasil, ligadas ao Grupo Enel, já totalizam uma capacidade instalada de renováveis de mais de 2,9 GW, dos quais 842 MW de energia eólica, 820 MW de energia solar fotovoltaica e 1.269 MW de energia hídrica.

A Enel Green Power atua no desenvolvimento e operação de energias renováveis em todo o mundo, com presença na Europa, Américas, Ásia, África e Oceania, sendo líder global no setor de energia verde com uma capacidade gerenciada de cerca de 43 GW em um mix de geração que inclui eólica, solar, geotérmica e hidrelétrica. A empresa está na vanguarda da integração de tecnologias inovadoras em usinas renováveis.

FONTE – portalsolar.com.br