,

Unesp de Araraquara desenvolve equipamento que usa luz solar para tratamento de esgoto

Método, que é mais benéfico para o meio ambiente, despertou o interesse de pesquisadores estrangeiros. Estudo é feito em conjunto com a Universidade de Laval, do Canadá.

Um equipamento desenvolvido em uma pesquisa feita pela Unesp de Araraquara (SP) e a Universidade de Laval, em Quebec, no Canadá, permite fazer o tratamento de esgoto doméstico e industrial utilizando a luz solar.

Os pesquisadores construíram um modelo em escala piloto para os testes capaz de gerar energia térmica que pode ser usada nos processos de limpeza de água.

“Nas dimensões que a gente tem hoje ele concentra a luz do sol em 100 vezes. Para o tratamento de esgoto terá que ser maior. Inicialmente, a água do esgoto livre dos sólidos vai passar no reator que vai ser conter o fotocatalisador que será iluminado pela luz do sol e vai sair pura”, explicou o professor do Instituto de Química da Unesp Sidney Ribeiro.

Equipamento desenvolvido pela Unesp de Araraquara utiliza a luz do sol para descontaminar água de esgoto — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTVEquipamento desenvolvido pela Unesp de Araraquara utiliza a luz do sol para descontaminar água de esgoto — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV

O fotocatalizador é um líquido que tem a função de ajudar a acelerar o processo de limpeza da água com a presença da luz concentrada e do calor gerado por ela.

Quanto maior a potência da luz, mais rapidamente ocorrem os processos. A energia térmica é concentrada na ponta de um conjunto de fibras ópticas que pode ser transportado com facilidade.

De acordo com o pós-doutorando em química Elias Paiva, o sistema gera energia limpa, o que beneficia o meio ambiente.

“Em geral nós utilizamos fontes artificiais que são bastante caras, por exemplo, lâmpadas de xenônio, de mercúrio para viabilizar a aplicação desse processo. Além de desenvolver novos materiais como membranas e filtros, nós utilizamos energia coletada do sol coletada para que esse processo seja muito mais rápido”, explicou.

Interesse estrangeiro

Equipamento da Unesp de Araraquara armazena luz solar e transforma em energia usada na purificação de água — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTVEquipamento da Unesp de Araraquara armazena luz solar e transforma em energia usada na purificação de água — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV

A pesquisa é desenvolvida há dois anos e já atraiu a atenção de pesquisadores de outros países. O professor de química Sajjad Ullah saiu do Paquistão para conhecer a tecnologia que está sendo desenvolvida em Araraquara.

“Eu trabalho com membranas fotocatalíticas para filtragem e limpeza da água, só que esses processos geralmente são lentos e a ideia é usar essas membranas para o tratamento da água em fluxo para isso é preciso ser mais mais rápido e isso só é possível utilizando uma luz solar mais concentrada”, afirmou.

Equipamento da Unesp de Araraquara usa luz do sol para purificação de água. — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTVEquipamento da Unesp de Araraquara usa luz do sol para purificação de água. — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV

Agora, os pesquisadores estão trabalhando para diminuir o custo do equipamento e buscando parceiros para colocar o projeto em prática.

“A ideia é conseguir baratear o custo desse equipamento com tecnologia nacional fazendo com que a gente possa levar um equipamento desses para diversos lugares, sejam industriais ou regiões remotas do país onde tenha bastante sol, para conseguir purificar água ou mesmo melhorar e baratear processos industriais com energia do sol que é limpa”, afirmou o professor do Instituto de Química da Unesp Marcelo Nalin.

FONTE – g1.globo.com