Famílias de baixa renda terão casas com energia solar em Monte Azul Paulista

Governo entrega 278 residências populares com tecnologia fotovoltaica no interior de São Paulo

A Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), entregou 278 moradias em Monte Azul Paulista, na região de Barretos, em setembro. A novidade é a adoção da tecnologia de sistema gerador solar fotovoltaico, que proporcionará drástica economia de consumo de energia elétrica para os moradores.

“Trabalhamos incessantemente para atender à população que mais precisa, com criatividade e seriedade”, disse o Secretário da Habitação, Flavio Amary.

O valor investido para a construção dessas unidades foi de R$ 33,6 milhões. Cada uma tem 56,67 metros quadrados, com dois dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área de serviço. As moradias incorporam melhorias estabelecidas como padrão de qualidade pela CDHU, como piso cerâmico, rodapé e laje em todos os cômodos, azulejos no banheiro e cozinha, estrutura metálica no telhado e esquadrias de alumínio.

Na parte de infraestrutura, o conjunto conta com rede completa de água, de esgoto e elétrica, drenagem, passeio público, iluminação pública, pavimentação das vias, muros de arrimo e paisagismo.

As unidades habitacionais poderão ser quitadas no prazo de 300 meses pelas famílias beneficiadas. As prestações são subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar, garantindo que quem ganha até três salários mínimos desembolse apenas 15% dos rendimentos. Em Monte Azul Paulista, 89% das famílias que receberam as chaves dos imóveis estão nessa faixa de renda. O valor da menor prestação é de R$ 149,70.

“É uma alegria muito grande receber essa chave, a realização de um sonho. Agora, vou pagar por algo que é meu, da minha família”, declarou Maria Domingas Cardoso da Conceição, de 35 anos, uma das beneficiadas que trabalha em um restaurante da cidade para pagar aluguel e sustentar os três filhos.

FONTE – portalsolar.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *