Municípios do Paraná criam árvore digital que usa energia solar para conectar cidadãos

Municípios do Paraná criam árvore digital que usa energia solar para conectar cidadãos

Foto: Cristiano Martinez/Correio

Estrutura é implantada em parques e praças públicas e fornece oferecer acesso gratuito de internet banda larga

As aplicações da energia solar fotovoltaica surpreendem a cada nova empreitada de empresas e governos. Um projeto inovador acaba de ser lançado em 16 municípios do estado de Santa Catarina para oferecer acesso gratuito de internet banda larga em praças e parques das cidades.

Trata-se do Projeto Árvore Digital, que oferece conexão à internet e carregamento do celular aos visitantes desses espaços públicos. Em meio aos espécimes naturais, as árvores digitais se moldam à natureza e traz um diferencial de tecnologia e sustentabilidade.

A árvore digital é, na verdade, uma estrutura altamente tecnológica abastecida por energia solar. Os painéis fotovoltaicos são localizados em seu topo, simulando galhos e folhas.

A irradiação solar alimenta as baterias localizadas no interior da árvore. Cada estrutura possui 16 pontos conectores de tomada, além d fornece até 100 conexões Wi-Fi simultâneas.

A iniciativa é fruto de um convênio entre a empresa de geração de energia Binacional Itaipu e o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros. O projeto foi iniciado com uma ação-piloto a Praça da Paz, em Foz do Iguaçu e já há previsão de instalação de uma segunda estrutura nas proximidades, no Terminal de Transporte Urbano.

Outras unidades já foram inauguradas oficialmente em Santa Terezinha de Itaipu, Missal, Santa Helena, Pato Bragado, Mercedes, Terra Roxa e Guaíra, todas localizadas na região de Itaipu.

Em poucos meses, o volume de acessos à internet a partir do Projeto Árvore Digital já ultrapassou 170 mil. O projeto também funciona como um canal de relacionamento entre as prefeituras e os munícipes, já que os e-mails fornecidos para o cadastro são usados pelo poder público para envio de informações como campanhas de vacinação, coleta seletiva e pagamento de IPTU, entre outras.

FONTE – portalsolar.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *