Sorocaba ganha sua primeira usina de energia solar com ponto de recarga para carros elétricos que utiliza energia limpa

Usina, que gerará em média 7.200 kWh por mês, está instalada no Espaço Planeta; local conta, ainda, com estação de carregamento rápido de carros elétricos

O bairro Campolim, em Sorocaba, acaba de receber uma usina de energia solar fotovoltaica que vai gerar, em média, cerca de 7.200 kWh (Quilowatt-hora) por mês. Para se ter uma ideia, esse montante é capaz de abastecer, mensalmente, de 28 a 30 residências. A usina contará também com o primeiro charging point para carros elétricos alimentado com a energia solar gerada pelas placas fotovoltaicas, de Sorocaba. O processo é devidamente regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A usina será inaugurada no próximo dia 25/7, quinta-feira, às 9h no Espaço Planeta (foto), na Avenida Professora Izoraida Marques Peres, 1.150. A iniciativa é da Construtora Planeta, que contratou a empresa ForGreen para executar o projeto. O lançamento da usina conta com apoio da Nordic Volvo que, durante o evento de inauguração, fará uma demonstração com carros elétricos do uso da tomada de recarga de veículos.

A usina

O Espaço Planeta ganhou uma cobertura de estacionamento composta por painéis fotovoltaicos que, além de abrigar os veículos estacionados e protegê-los do sol e da chuva, vão gerar energia solar. Também recebeu painéis fotovoltaicos o telhado do apartamento modelo decorado do empreendimento Vermont View, da Construtora Planeta, no Campolim.

 

A solução funciona da seguinte maneira: os painéis fotovoltaicos convertem a luz solar em energia elétrica. Ao receber essa energia, o sistema adequa a tensão e a corrente para que ela seja utilizada nos imóveis. Essa energia será usada durante o dia no Espaço Planeta e seu excedente – a quantidade não utilizada – será enviado à rede de distribuição elétrica da cidade, que a destinará instantaneamente a outras unidades consumidoras como casas, condomínios, repartições públicas, empresas e comércios.

A energia gerada pela usina do Espaço Planeta e cedida à rede elétrica local é compensada em forma de créditos para abater o consumo da conta de luz. Esses créditos serão usados em parte para abater o consumo local quando não houver geração à noite, por exemplo. E ainda haverá uma parcela que será destinada aos escritórios administrativos da construtora, em outro endereço.

A geração de energia por meio de tecnologia fotovoltaica tem ganhado cada vez mais espaço. O sol, sobretudo em nosso país, é uma fonte de energia alternativa bastante eficaz e confiável, pois sua incidência é alta em praticamente todas as regiões. Ao contrário de países como Inglaterra e Irlanda, por exemplo, cujo clima é predominantemente frio e nebuloso, o Brasil goza de dias ensolarados quase o ano todo, com oscilações climáticas pontuais.

O processo de geração de energia elétrica a partir da energia solar não emite dióxido de enxofre (SO2), óxidos de nitrogênio (NOx) e dióxido de carbono (CO2) – todos gases poluentes com efeitos nocivos à saúde humana e que contribuem para o aquecimento global. A energia solar também se mostra vantajosa em comparação a outras fontes renováveis como a hidráulica, por exemplo, pois não requer áreas de alagamento como as hidrelétricas, podendo ser construída junto à unidade consumidora. A vantagem desta solução é tamanha que o Ministério do Meio Ambiente tem desenvolvido diversos projetos para suprir demandas energéticas de comunidades rurais e isoladas no país.

Carregamento de carros elétricos

A construtora também implementou no Espaço Planeta uma estação de carregamento rápido (22W) de carros elétricos, em parceria com a ForGreen. A estação terá cabo compatível com diversas marcas e modelos de veículos.

Ao lado das bicicletas, carros elétricos são considerados os melhores recursos para mobilidade ecologicamente correta. Eles respondem às questões climáticas mais críticas da atualidade: emissão de gases poluentes e dependência de combustíveis fósseis – que não são renováveis.

Embora este tipo de veículo seja mais comum na Europa, Ásia e Estados Unidos, alguns países vêm estabelecendo prazos para “banir” veículos com motores a combustão. A tendência é que, em um futuro não tão distante, carros elétricos ocupem boa parte das ruas e avenidas das cidades.

‘#Nosso Planeta Melhor’

A sustentabilidade está no DNA da Construtora Planeta. Além de adotar políticas ecologicamente corretas em seus empreendimentos, a empresa lançou recentemente o movimento “Nosso Planeta Melhor”, que consiste em uma série de ações que serão desenvolvidas ao longo do ano tendo sempre como foco a redução dos impactos ambientais. O movimento visa, ainda, fomentar iniciativas sustentáveis em clientes, colaboradores e na comunidade. A construtora entende que a conscientização é o primeiro passo para a preservação da vida no planeta.

Henrique Penteado, diretor comercial da Construtora Planeta, explica que a empresa está empenhada em promover cada vez mais a sustentabilidade. “A construção de um mundo melhor e ambientalmente correto passa por iniciativas concretas. Investir em projetos e programas sustentáveis sempre fez parte do planejamento estratégico da empresa. Mais do que conscientizar, estamos fazendo acontecer por meio de ações sólidas que contribuem efetivamente para um futuro mais sustentável”, destaca.

Espaço Planeta

O Espaço Planeta oferece uma experiência única na visitação de imóveis decorados. Inédito no mercado imobiliário, o espaço permite ao cliente vivenciar o empreendimento em sua totalidade, tanto o apartamento onde viverá quanto as áreas de lazer, antes mesmo da compra do imóvel.

O local oferece atendimento aos clientes interessados em qualquer empreendimento da construtora, além de ser uma vitrine de todos os projetos. A ideia, também, é que o espaço seja um local de convivência para todos os moradores do Campolim, para que eles possam frequentá-lo com seus pets, amigos e familiares.

FONTE – jeonline.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *