Start-up alemã está a desenvolver carro que se recarrega enquanto se conduz com energia solar

O futuro dos automóveis cada vez mais se afasta de fontes de energia poluentes, como os combustíveis fósseis. Agora, uma start-up baseada em Munique (Alemanha) quer testar um sistema que se carrega com energia solar para o seu carro Sion, um carro totalmente eléctrico, com base em energia solar, que se recarga enquanto se conduz.

Apesar de projectos inovadores como este, a Alemanha não está a cumprir com as suas metas. O país tinha como objectivo colocar 1 milhão de carros eléctricos nas ruas até 2020, e é neste momento quase impossível atingir essa meta. Porém, o governo afirmou em Abril que estaria pronto para oferecer mais apoios a empresas que façam baterias para carros eléctricos.

Sono Motors, a start-up que quer colocar o Sol nos carros

A Sono Motors foi fundada em 2016 e está a desenvolver o Sion, um carro totalmente eléctrico que conta com painéis solares integrados no seu corpo. O Sion pode ser recarregado via energia solar, das fontes de energia eléctricas convencionais ou a partir de outros carros eléctricos.

A produção deste carro irá começar na segunda metade de 2019 e a companhia já tem cerca de 5.000 encomendas. O preço do carro será de cerca de 16.000 euros.

Uma bateria com uma boa duração

O Sion, que terá uma grande capacidade de aproveitar a energia do sol, terá um sistema de bateria que consegue percorrer cerca de 250 km antes de precisar de recarregar.

Este carro, para além de amigo do ambiente, procura também ser cómodo e integrar o conforto de vários tipos de tecnologias. “(o Sion) tem aquecimento, ar condicionado, um grande sistema de infotainment que se pode ligar interactivamente ao telemóvel (…)”.

Esta é mais uma start-up que quer entrar no competitivo mercado dos carros eléctricos. Poderá o futuro da energia dos automóveis elétricos também passar pelo sol?

Fonte: Reuters

Matéria retirada do site – maistecnologia.com

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *